g2h

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Vinho e o amor

Vinho e o amor parece que esses dois formam uma parceria perfeita,não é estudo cientifico é comentários populares de intensa paixão.
Vinhos.
Vinho tinto.
Vinho do porto.
Vinho verde.
Vinho branco.
Vinho quente.
Vinho madeira.
 A história do vinho
Não existe dados exatos de seu inicio entretanto Cristãos, judeus e muçulmanos atribuem sua criação ao patriarca Noé, que teria se embriagado com a bebida pouco depois de ele e seus familiares terem desembarcado da arca logo após o dilúvio universal.


A história do vinho começa antes mesmo do advento da escrita. Todas as regiões banhadas pelo mar Mediterrâneo são adequadas ao cultivo da uva, e é provável que a bebida tenha sido feito por acaso, quando alguém esqueceu  um punhado de uvas, que fermentaram naturalmente.


Registros sobre o vinho, em ilustrações e documentos, foram grafados pelos egípcios. A partir de 2500 a.C., os súditos do faraó já exportavam a bebida para diversos pontos. Antes disso, porém, os soberanos egípcios ofereciam o vinho e queimavam vinhedos em homenagem aos deuses, os sacerdotes usavam-no em seus rituais e a nobreza o bebia em suasfestas.

As classes sociais mais baixas, no entanto, não tinham dinheiro para comprar a bebida. Por isto, com a fermentação de cereais, criaram outra bebida para suas celebrações: a cerveja.
O vinho egípcio se popularizou com as atividades comerciais dos fenícios, que criaram vários entrepostos em cidades mediterrâneas para comercializar o produto.



Os gregos levaram o vinho para outras regiões da Europa: Itália, Sicília e península Ibérica, onde fundaram a cidade de Marselha, que rapidamente se tornou um centro de comércio da bebida para os povos locais.

A bebida era muito mais espessa do que seu aspecto atual, para suportar as longas viagens marítimas.
O consumidor a diluía em água potável.Hoje a chamada sanfria de vinho.

Em 1921, o monge beneditino Dom Pérignon aperfeiçoou o método de vinificação chamado champenoise, que permitiu o armazenamento e comercialização da bebida.

Curiosidade

Os vinhos europeus são sempre considerados os melhores, entretanto em 1976 ocorreu um “julgamento” entre vinhos da Califórnia e da França: numa degustação às cegas, os vinhos americanos levaram a melhor. 30 anos depois, a vantagem continuou com a América.

E aí já tomou uma taça de vinho hoje?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Google+ Followers

Google+ Badge